Karate-Do Shotokai
A palavra “Karate” é composta por dois ideogramas:”Kara”, que, na sua versão original, significava “chinês(a)” e “Te” que significa “mão”. Traduzida literalmente por “mão chinesa” era o nome dado pelos seus praticantes, em Okinawa, à forma de combate, que, oriunda da China, e sofrendo provavelmente influências de outras lutas indígenas, está na origem próxima do Karate que hoje se pratica sob diversas formas e denominações.

Embora se considere que o Karate nasceu na China, há quem faça remontar a sua origem à Índia, tendo sido um monge budista (Bodhidharma, ou Daruma, na pronúncia japonesa) que, há cerca de catorze séculos, o introduziu na China, como meio de proporcionar aos seus discípulos um método de fortalecimento do corpo e do espírito, e ao mesmo tempo de defesa pessoal contra os ataques de que eram vítimas por parte de ladrões e bandidos. Depois de se ter espalhado um pouco por toda a China, este método adquiriu o nome do seu lugar de origem e foi chamado Shôrin-ji Kempo, tendo sido introduzido em Okinawa em data remota.

De qualquer modo, a arte da qual deriva o Karate que se pratica hoje pode ser considerada como uma arte marcial de Okinawa, à qual se deu originalmente o nome genérico de Okinawa-te, que tem as suas raízes naquele método, e que mais recentemente tomou o nome de Karate.
Nihon Karate Do Shoto Kai
(Membro oficial)


Os Mestres

Tetsuji Murakami
Desenvolvido por: Joaquim Trindade
© 2015 -2019, PKS - Associação Portugal Karate-Do Shotokai